O que fazer em Ushuaia Parte I


14º Dia - 24/10/2015 - Passeio pela cidade, Passeio de Barco no Canal de Beagle e Museo del Presídio de Ushuaia



Tivemos sorte, amanheceu um dia lindo! Temperatura amena, por volta de 13º, e sem vento! Fomos de carro até o centro, nossa pousada era longe, ir a pé complicaria a situação. A idea era conhecer o centro e ver como funcionava o passeio de barco pelo Canal de Beagle. Achamos estacionamento com facilidade no porto.


Começamos pelo por ali mesmo, muitas fotos no cartaz símbolo da cidade, e fomos até o píer ver os preços para o passeio. Existem muitas empresas que vendem esse passeio, assim como existem vários roteiros e vários tipos de embarcações. Escolhemos pelo horário, que era mais apropriado para nós, com uma empresa conhecida, Tolkeyen Patagônia Turismo. Creio que os preços são tabelados, na verdade eu acho que funciona assim, em cada horário é uma empresa que faz o roteiro.
O passeio de barco no Canal de Beagle é o mais tradicional em Ushuaia, dura em média 2:30h, e apesar de caro eu acho fundamental em uma visita a cidade!
Antes de embarcar ainda tivemos tempo que conhecer mais o centro da cidade e carimbar nossos passaportes, no centro de visitantes. Sim, no Ushuaia você pode ter um selo turístico no seu passaporte!






























Partiu passeio no mítico Canal de Beagle:

Como tivemos sorte de pegar um dia lindo, com muito sol, o nosso passeio foi muito agradável. Pudemos ficar fora do barco, fazer fotos e observar a fauna, que era muita, em cada ilha um tipo de animal!

Passamos, sem descer do barco, pela Ilha do Lobos e Ilha dos Pássaros, depois paramos e descemos, por 15 min, numa ilha que não lembro o nome, e também não curti muito.


 Continuando o passeio pelo canal, fomos até o Farol Les Eclaireurs, símbolo de Ushuaia, conhecido como farol do fim do mundo! porém esse não é o último, existe um ainda mais austral! A partir deste começamos o regresso!












Divando no fim do mundo!
Os funcionários do barco comentaram que era um dia atípico em Ushuaia, ameno e com sol, o normal é o frio em instabilidade, na época em que fomos! Ainda mais no mar! Eu imagino que o passeio deva ser um pouco desagradável fora dessas condições climáticas. Então cabe avaliar o clima x possibilidade de gostar do passeio, aliado ao seu custo.





Teve gente que comandou a viagem!
















Ushuaia, ao fundo, espremida entre a cordilheira e o mar!

Como havíamos comido sanduíches no barco, não tivemos almoço, e partimos direto para o Museo Marítimo y del Presídio, que fica localizado na antiga prisão, que deu origem a cidade.
Ushuaia começou sua colonização com o envio de presidiários, tendo em vista que era impossível escapar deste lugar! O presídio teve início em 1896 e foi extinto em 1947. O presídio foi construído pelos próprios detentos, e é incrível a história do lugar. Podemos encontrar desde estatuas dos presidiários mais famosos a uma ala que encontra-se exatamente como foi deixado desde que foi extinto!
Ala Restaurada




Um dos presos mais famosos de Ushuaia é o "Petiso Orejudo" (pônei orelhudo), que ficou conhecido por assassinar crianças, sua história é tão marcante que virou filme, El Niño de Barro.

Petiso Orejudo

Ala Original
Ficamos tão impressionados com o lugar que acabamos esperando até ás 18h para uma visita guiada, que foi muito válida! No museu  tem lojas e cafeteria. Informações no site: http://www.museomaritimo.com/visitas.php.

À noite, a convite de amigos, fomos jantar no Casimiro Biguá, um restaurante que tem sede em El Calafate. O restaurante tem um ótimo ambiente e uma boa carta de vinhos. Gostamos muito!



 

Postagens mais visitadas deste blog

Porto Alegre – Mendoza – Santiago – Deserto do Atacama – DE CARRO!

Paso Huemules

Patagônia de carro!